1 comentário

Epidemia nas bibliotecas

Quem é frequentador assíduo de bibliotecas já deve ter reparado em ao menos um desses vírus que insistem em infectar nossos usuários… esperamos que você não tenha sido infectado também!

Scondilivrum papaprovum

Sintoma: a contaminação por este vírus provoca na vítima um egoísmo além da taxa normal encontrada no ser humano e o faz esconder “só para ele” os livros que toda a classe vai usar nas provas. Localização: períodos de prova, em toda a biblioteca.

Rasurator inveteratus

Sintoma: Este vírus causa no usuário uma leve amnésia que o faz esquecer que o livro não é seu, rasurando assim as partes que lhe interessam. Localização: é encontrado em todos os andares e junto a canetas e lapiseiras.

 

Papatorium liquidum

Sintoma: quando atacado por este vírus, o usuário se sente compelido a saciar sua gulodice em meio aos livros, entrando com bebida e comida nas bibliotecas. Localização: é encontrado principalmente próximo a cestos de lixo e janelas.

 

Num aceitum ganchum

Sintoma: o usuário, quando atacado por este virus, sente-se irado, para desespero dos atendentes, como se uma suspensão fosse a coisa mais injusta do mundo. Localização: é encontrado em volta do balcão de atendimento e arredores.

Esprimentarium livrus

Sintoma: quando contaminado por este vírus, o usuário fica com uma vontade irresistível de provar o gosto dos livros. O infectado molha os dedos com saliva, a fim de mudar as páginas do livro. Localização: encontrado em todas as mesas e próximo às estantes.

 

Empilhis montilivrum

Sintoma: quando faz uma vítima, provoca um efeito interessante: o usuário tira dezenas de livros e apostilas das estantes, deixando-os sobre a mesa; depois lê apenas os índices e vai embora. Localização: nas mesas e em qualquer apoio resistente.

Depredatorus vulgaris

Sintoma: este vírus contamina a vítima e incute nela a vontade de rasgar, destruir, picar e esquartejar o livro que tem em mãos. Localização: habita todos os andares, nos locais de difícil acesso: cantos escuros, atrás das estantes, nos banheiros etc.

 

 

Contectarium celularis

Sintoma: ao atacar suas vítimas, provoca nelas uma teimosia irredutível, fazendo que insistam em falar ao celular num ambiente de leitura e silêncio. Localização: nos corredores e em todo lugar onde haja alguém por perto.

 

Parece brincadeira, mas o problema é sério: se você perceber um desses sintomas, consulte imediatamente um bibliotecário para um bom puxão de orelha…

Respeite os livros e os outros usuários. Todos agradecem!

Anúncios

Um comentário em “Epidemia nas bibliotecas

  1. Amei!!! Já tive o Scondilivrum papaprovum (que vergonha!)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: