Deixe um comentário

Literatura no século XXI

“Há vida além da literatura digitalizada dos livros eletrônicos”, afirma o texto de divulgação da mesa-redonda Literatura na Rede, evento gratuito com data para o dia 12 de abril de 2010 e organizado pelo Instituto Cervantes de São Paulo. O evento contará com a presença do escritor peruano Domenico Chiappe, que discutirá sobre um tema bastante atual: a literatura em hipermídia.

O termo “hipermídia” corresponde a um sistema de registro e exibição que, via computador, permite acesso simultâneo a documentos variados (textos, imagens, vídeos etc), a partir de links, ou seja, “ligações” entre um documento e outro. Praticamente tudo na Internet atual funciona dessa forma: um texto leva a uma foto, que leva a outro site, que apresentará um vídeo relacionado ao assunto anterior e assim por diante. E como tudo que faz parte do cotidiano, a hipermídia também vem deixando suas marcas na literatura contemporânea, mudando a linguagem e influenciando as formas de narrar e fazer poesia. O próprio Domenico Chiappe é autor de “romances hipermídia”, como o título Tierra de Extracción*  Neste livro virtual, a experiência da leitura é enriquecida com a possibilidade de intereção com o texto, música, imagens em movimento e outros artifícios impossiveis de serem reproduzidos em livros tradicionais.

Transcendendo o conceito de hipermídia e chegando à Web 2.0, essa maneira “tecnológica” de fazer literatura explora também a colaboração dos próprios leitores, que, em um determinado momento da obra, passam a ser também autores. Há vários exemplos de romances colaborativos pululando pela Internet, mas vamos citar apenas um exemplo, justamente porque ele foi conduzido por uma rede de bibliotecas e revela uma tentativa de integração que vai um pouco além da criação literária. Trata-se do livro Twitterpan, uma reescritura do famoso livro infantil “Peter Pan” feita a partir do Twitter da Red de Bibliotecas de Medellín, Colômbia. Para colaborar, basta ter uma conta no Twitter e escrever um capítulo do livro, que já está no ar.

Se tudo isso aponta realmente para uma nova literatura ou é apenas uma forma nova de lidar com velhos temas, é algo que os críticos devem decidir. Por enquanto, fica a dica do evento. Vale a pena refletir melhor sobre o assunto.  

O Instituto fica na Av. Paulista, 2439 – 1er / 7º pisos
01311-300 São Paulo. Telefone: 55 11 3897-9609

*Para ler a obra e interagir com ela, permita que seu computador instale o programa Adobe Shockwave.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: