Deixe um comentário

Exposição “Marguerite Duras e seus tempos”

A Biblioteca sediará, de 17 de outubro a 18 de novembro, a exposição “Marguerite Duras e seus tempos”.

Marguerite Duras foi o pseudônimo adotado por Marguerite Donnadieu, nascida em 4 de abril de 1914 em Saigon, Conchinchina (hoje Vietnã), então colônia francesa. Estudou Direito na França, filiou-se ao Partido Comunista Francês e, durante a Segunda Guerra Mundial, fez parte da Resistência Francesa.

Em 1943, publicou seu primeiro romance Les Impudents.  Sua produção foi vasta, atuou como romancista, novelista, roteirista, dramaturga e diretora de cinema. Pela diversidade e modernidade de sua obra, ela é considerada hoje uma das maiores escritoras da segunda metade do século XX na França, traduzida em quarenta idiomas, no Oriente e no Ocidente. A obra de Marguerite Duras tem sido mais divulgada aqui no Brasil, ultimamente, tanto através das traduções de seus romances, como por encenações de suas peças teatrais e exibição de seus filmes.

Foto de Marguerite Duras

Fonte: Wikipédia

Por ocasião do centenário de seu nascimento houve um Colóquio Internacional na USP promovido pelo departamento de Francês da FFLCH em que ficou patente a indiscutível importância de Duras no cenário literário e cinematográfico mundial.

Uma de suas obras mais célebre é O Amante, obra ganhadora do prêmio Goncourt de 1984 (ano de publicação). O Amante foi traduzido para mais de 40 idiomas e ganhou uma adaptação cinematográfica de Jacques Annaud. É de conteúdo autobiográfico, com estrutura não linear, misturando passado e presente, contendo poesia em prosa. Outra produção muito célebre da autora é o roteiro do filme Hiroshima, meu amor (filme  dirigido pelo cineasta Alain Resnais).

Marguerite Duras faleceu em 03 de março de 1996 aos 81 anos.

Neste ano em que é celebrado vinte anos de seu falecimento (1996-2016), pretende-se nesta exposição, mostrar um panorama da vida da autora, bem como o vigor e a atualidade de sua obra multimídia avant la lettre, e sobretudo, os recursos de nossa biblioteca à disposição dos alunos (e sobretudo, os recurso de nossa biblioteca à disposição dos alunos).

A Biblioteca Florestan Fernandes possui quase todos os títulos da autora em francês, obras críticas e alguns títulos em português.

 

Créditos da Exposição:

  • Concepção: Maurício Ayer e Maria Cristina Vianna Kuntz
  • Projeto gráfico e diagramação: Gabriela Leite
  • Fotografias: Helène Bamberger e Jean Mascolo
  • Montagem: Creuza e Milton
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: