Deixe um comentário

Antonio Candido

Hoje a sociedade brasileira perde um ícone intelectual, o professor emérito Antonio Candido de Mello e Souza.

Nascido no Rio de Janeiro em 24 de julho de 1918, ele completaria neste ano 99 anos. Quando tinha três anos sua família mudou-se para Minas Gerais. Posteriormente, Antonio Candido veio para São Paulo para continuar seus estudos ginasiais e cursar a Universidade.

Iniciou seus estudos em Direito, no largo São Francisco (Universidade São Paulo – USP), porém migrou para o curso de Ciências Sociais da atual Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH/USP). Em 1942 iniciou sua carreira como docente na mesma faculdade em que concluiu seus estudos em Sociologia, tornando-se, além de sociólogo e professor universitário, renomado crítico literário e ensaísta.

Entre suas obras mais importantes estão Introdução ao Método Crítico de Silvio Romero (1944), Formação da Literatura Brasileira (1959) e Literatura e Sociedade (1965). Ele também foi vencedor de alguns dos mais importantes prêmios literários, como o Jabuti, o Juca Pato e o Camões.

A Biblioteca da FFLCH possui várias de suas obras no acervo:

livros antonio candido

Antonio Candido doou sua biblioteca pessoal, contendo livros que utilizou em seus estudos, para a Biblioteca Florestan Fernandes, os quais compõem uma das coleções especiais.

Sempre se posicionou politicamente, sem temor, até os seus últimos momentos de vida.

Deixe um comentário

trial da APA Style Central

A Universidade São Paulo está propiciando, temporariamente, à comunidade acadêmica o acesso à ferramenta APAStyleCENTRAL.

Trata-se de um período de teste, o qual irá até 01 de julho de 2017, para avaliação da comunidade a respeito da ferramenta.

O APAStyle Central auxilia:

  • na escrita científica, ofertando guias e tutoriais;
  • na construção de referências no formato APA;
  • nas traduções;
  • na formatação de artigos segundo a APA;
  • na localização de revistas para publicar seu artigo.

Veja mais no site: http://APAStyleCENTRAL.apa.org

Atenção: faça login no VPN para realizar o acesso fora do campus.

Observações para navegação:

É recomendado utilizar os navegadores Chrome ou Firefox para PC. Para Mac, é recomendado utilizar os navegadores Chrome, Firefox ou Safari.

Edge e Internet Explore não funcionarão para acessar APA Style CENTRAL.

Para algumas funcionalidades, tais como escrever um artigo, é necessário criar uma conta, para que tudo o que for realizado seja salvo.

 

Deixe um comentário

Exposição Carlos IV (1316-1378) – Imperador dos Quatro Tronos

De 03 a 26 de maio a biblioteca irá sediar, em seu saguão, a exposição sobre Carlos IV do Consulado Geral da República Tcheca.

Carlos nasceu em 1316, em Praga. Seu nome original era Venceslau, modificou-o quando foi para a França. Recebeu uma educação francesa e se tornou fluente em cinco línguas: Latim, Checo, Alemão, Francês e Italiano. Foi rei da Germânia (a partir de 1346), da Boêmia (a partir de 1347), da Itália (a partir de 1355), conde de Luxemburgo de 1346 a 1353, e imperador do Sacro Império Romano-Germânico, de 1355 até sua morte em 1378.

A exposição é composta por painéis que o apresentam sob diversos pontos de vista, dentre eles: como era sua aparência, sua educação, seus relacionamentos com as mulheres, os escritos em seu reinado, a percepção de países vizinhos à coroa tcheca sobre o monarca.

Ele deu origem a vários monumentos históricos, alguns dos quais levam seu nome. Exemplos: a Catedral de São Vito, a Ponte Carlos, a Universidade Carolina, em Praga, o majestoso Castelo de Karlštejn, perto da capital, e a cidade balneária de Karlovy Vary, no oeste do país.

Programação:

3 de Maio de 2017, 18h00

Inauguração da exposição com a apresentação do grupo de música tcheca Pramen.

3 de Maio de 2017, 19h00

Filme: Uma noite no castelo de Karlstejn
Orig. Noc na Karlštejně/Tchecoslováquia 1973/musical histórico/Realização: Zdeněk Podskalský/Duração:
83 min./tcheco – legendas em inglês
Lugar: Biblioteca Florestan Fernandes, Sala de Cursos no subsolo da Biblioteca

16 de Maio de 2017, 13h00
Palestra: Música na época de Carlos IV
Helena Hrdličková – professora da língua tcheca, USP
Lugar: FFLCH— Sala N. 204

18 de Maio de 2017, 13h00
Palestra: Música na época de Carlos IV
Helena Hrdličková – professora da língua tcheca, USP
Lugar: FFLCH— Sala N. 106

3 de Maio – 26 de Maio de 2017
Exposição Carlos IV—Imperador de quatro tronos“
Lugar: Biblioteca Florestan Fernandes Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Av. Prof. Lineu Prestes – travessa 12, n°350, Cidade
Universitária, CEP: 05508-000,
São Paulo

Créditos:

Criação: Consulado Geral da República Tcheca; Universidade de Carlos e Galeria Nacional da República Tcheca.

Concepção: Helena Hrdličková

Montagem: Milton Baungartner; Marcos Gomes

Deixe um comentário

Dia 28/04/2017

Informamos que no dia 28 de abril, por indícios de greve geral, a Biblioteca provavelmente estará fechada. As devoluções para este data foram prorrogados para o dia 04/05/2017.

 

Deixe um comentário

Exposição: Breve “passeio” pela obra de Hans Christian Andersen a partir do acervo da Biblioteca Florestan Fernandes – USP

De 02 de abril a 28 de abril, a Biblioteca Florestan Fernandes sediará a exposição sobre o autor Hans Christian Andersen e sua obra.

Hans Christian Andersen nasceu em 2 de abril de 1805 na Dinamarca.  Filho de sapateiro e de uma lavadeira, teve dificuldades para se educar. Ele teve que abandonar a escola com apenas onze anos de idade. Para trabalhar como aprendiz de tecelão e de alfaiate. Mas ao mesmo tempo teve uma parte de sua educação paga pelo escritor Rolf Dorset. Sua produção literária o levou a ocupar um lugar no Instituto de Copenhague.

Hans Christian Andersen

Hans Cristian Andersen. Fonte: Wikipédia.

Hans Christian Andersen faleceu em 6 agosto em 1875, em Copenhague.

Ele escreveu peças de teatro, canções, poemas, histórias, e contos, em especial contos de fadas. Se tornou mundialmente conhecido pelos contos de fadas.

Algumas de suas obras são: O patinho feio, A roupa nova do imperador, O soldadinho de chumbo, O rouxinol e o imperador da China, A pequena sereiazinha.

A exposição da biblioteca contará com obras do escritor. Contamos com sua presença!

Créditos:

  • Curadoria e organização: de Euclides Lins de Oliveira Neto, Marinês Mendes, Paulo Cesar, Avani S. Silva, Cristina Casagrande e Milton Fábio.
  • Coordenação e Supervisão: Professora Dra. Maria Zilda da Cunha
Deixe um comentário

Workshop Web of Science – JCR – End Note Web

A Biblioteca Florestan Fernandes e o Sistema Integrado de Bibliotecas da USP convidam todos interessados para o treinamento na base de dados Web of Science, Journal Citation Reports (JCR) e EndNote Web, o qual ocorrerá no dia 06 de abril de 2017, das 14h às 17h.
Local: Sala 107, 1º andar do Prédio de Letras – FFLCH/USP
Avenida Professor Luciano Gualberto, 403, Butantã, São Paulo, São Paulo, CEP: 05508-010.
Ministrante: Deborah Dias
Para se inscrever clique na imagem abaixo ou no link que segue:
 
Programação:
 
Web of Science – base multidisciplinar que congrega artigos de conceituadas revistas científicas publicadas no mundo, além de trabalhos de eventos.  Composta a partir de índices com informações reunidas a partir de milhares de periódicos científicos, livros, séries de livros, relatórios e conferências.
JCR – reúne informações sobre o fator de impacto e ranking das revistas em todas as áreas de conhecimento, de grande utilidade para seleção de periódicos para publicação.
EndNote Web – ferramenta de gestão e organização de referências e citações, que facilita a redação de textos.
Deixe um comentário

Os inimigos do livro

Todo início de ano, a biblioteca realiza a exposição “Os inimigos dos livros” em que são apresentados variados agentes de destruição de uma obra.
O intuito é conscientizar a comunidade para a importância de cuidar bem dos livros.

A biblioteca adquire livros para uso coletivo, com orçamento da Universidade. Após a compra e recebimento, funcionários da biblioteca os inserem no catálogo DEDALUS.

Todos os anos, é feita a higienização dos materiais por empresa contratada. Além disso, temos uma funcionária que restaura e encaderna livros. Porém, nem sempre é possível restaurar com os recursos dos quais a biblioteca dispõe, por isso, sempre que há verbas, também são feitas encadernações por empresas especializadas. Tudo isso custa muito dinheiro.

Como se pode perceber, os livros representam o bem final obtido de várias ações promovidas pela biblioteca. Essas ações representam custos para a sociedade. Por isso, ressaltamos que por se tratar de patrimônio público, deve ser  preservado por todos os que dela fazem uso.

Danificar os livros, seja  propositadamente ou por acidente, torna inviável o seu uso pelos outros usuários ou por você mesmo, no futuro.

Cuidando, eles duram mais (não necessitando a aquisição de um outro igual para repô-lo), nem de tantos gastos com restauros e conservação.

Venha ver nossa exposição! Ela apresenta alguns casos de danos ocorridos por variados motivos.